Limite de importação para pessoa física

Atualmente é bastante simples importar produtos de outros países através da internet. Os sites que exportam são muito variados, além de aplicativos que oferecem todo o tipo de mercadorias, desde livros até itens para festas, maquiagens, eletrônicos, perfumes, roupas e muitos outros.

O fato é que importar é algo muito vantajoso, seja para pessoas físicas ou jurídicas, visto a alta carga tributária do nosso país.

Mesmo assim, certas vezes, importar pode sair muito caro e a razão para isso é simples: os impostos são cobrados sobre o produto e podem aumentar de acordo com o valor final da compra.

Por isso, é essencial entender um pouco mais sobre esse assunto e conhecer o limite de importação para pessoa física. Assim, você consegue garantir excelentes resultados no seu intento.

Encomenda internacional para pessoa física

As pessoas físicas podem adquirir seus produtos do exterior por remessas expressas ou postais.

No caso das postais, os produtos chegarão ao país por meio do sistema postal internacional, isso é, os Correios. No caso das remessas, o envio é feito por transportadoras, que será a responsável pelo desembaraço aduaneiro e pagamento dos impostos.

Qual o limite de importação para pessoas físicas em remessas postais

No caso de escolher remessas postais, o valor de compra para pessoas físicas é de até R$ 3 mil dólares. No entanto, dentro desse valor, haverá uma diferença no percentual de cobrança tributária.

Vale lembrar ainda que determinados produtos que você importar pelo site banggood brasil possuem isenção de cobrança de taxas. Já outros, podem exigir o pagamento de taxas que representam até 60% do calor do produto e mais alguns impostos.

Quais são as categorias de produtos isentos?

Segundo a Constituição, a Receita Federal não deverá realizar a cobrança de impostos sobre jornais, livros, revistas e demais publicações. O objetivo disso é incentivar o alcance desse tipo de manifestação cultural às pessoas.

No caso de medicamentos, os impostos também não são aplicados, desde que a importação seja algo vantajoso ou de que o medicamento não seja fabricado no país. Mesmo assim, ele deverá passar pela fiscalização da ANVISA.

Quando a importação for feita por pessoa física e tiver um valor inferior a R$ 50 reais, a tributação também não se aplica.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre o limite de importação para pessoa física e já pode ficar mais tranquilo para fazer suas compras internacionais.

Para saber mais, veja o vídeo completo abaixo:

Quais as Coberturas de Um Seguro Viagem?

Existem diferentes coberturas de um seguro viagem. Conheça um pouco melhor o que elas disponibilizam.

Já parou para pensar o que é um seguro viagem, o que ele oferece e como funciona?

Se já se fez esses questionamentos e ainda não obteve uma resposta, poderá sanar parte das suas dúvidas agora.

O seguro viagem é uma proteção que os viajantes podem contratar e contar com um auxílio em algumas situações. As coberturas de um seguro viagem é o que determina que a pessoa poderá utilizar ou não.

Coberturas de um seguro viagem

Seguro Viagem

Na hora de contratar o serviço é possível escolher quais coberturas deseja e até mesmo os limites que cada uma oferece. Conheça algumas das opções disponíveis.

Despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas – No caso de ter essa cobertura poderá utilizar os serviços mencionados quando houver uma emergência. Sempre que recorrer a eles terá que fazer o pagamento e depois solicitar o reembolso dos valores para a seguradora.

Traslado médico – Se sofrer um acidente e precisar ser removido até um hospital ou clínica com o auxílio de ambulância, terá a cobertura.

Regresso sanitário – No caso de uma grave enfermidade em que seja preciso ficar conectado a aparelhos médicos para conseguir retornar para casa.

Invalidez permanente total ou parcial por acidente em viagem – Se sofrer um acidente que ocasione invalidez será paga uma indenização. Vale ressaltar que esse caso não cobre doenças.

Morte em viagem – O segurado poderá morrer durante a viagem por acidente ou causas naturais e os beneficiários receberão a indenização. Os motivos da morte devem estar especificados em contrato.

Bagagem – Paga uma indenização se houver extravio, roubo, furto ou danos a bagagem.

Cancelamento de viagem – No caso de uma eventualidade impedir o segurado de realizar a sua viagem, ele poderá solicitar o reembolso dos valores pagos.

Despesas farmacêuticas – Além das despesas médicas poderá contar com o reembolso dos medicamentos. Esses precisam ser receitados por médicos locais quando estiverem atendendo a um acidente ou uma doença não pré-existente.

Prorrogação de estadia – Arca com as despesas de estadia se a pessoa por motivo de doença precisar ficar mais um período no destino visitado.

Passagem aérea de ida e volta para familiar – Se a pessoa precisar ficar internada por um período previsto em contrato, a seguradora arca com as passagens para o acompanhante.

Se ficou curioso e quer conhecer mais sobre as coberturas de um seguro viagem e como ele funciona, veja o vídeo a seguir.

Depois de ser orientado sobre as coberturas de um seguro viagem, poderá embarcar da próxima vez muito mais tranquilo e sabendo o que deve levar com você.